Heranças astrológicas

George F. Jorge e Márcia Bernardo
Estrelas & Moléculas

Está no capítulo 1, do Tetrabiblos de Ptolomeu: “As posições, que circundam o momento de nascer induzem a que o nascimento concorde com o estado apropriado do ambiente que o rodeia, porque a natureza, depois de sua criação, o faz mover-se para sair do corpo materno, quando a qualidade do ambiente se assemelha àquela em que se formou”.

Diversas pesquisas foram feitas sobre a hereditariedade astrológica, não só Ptolomeu, mas também Kepler, Paul Choisnard, Karl Krafft (astrólogo de Hittler), e também o conhecido estatístico Michael de Gauquelin.

Krafft afirmou que o homem não vem ao mundo sob um céu qualquer, mas sob um céu que mostra semelhança marcante com o céu de nascimento de outros membros da família. Podemos notar que em uma família não só os signos de nascimento se repetem, mas também os Ascendentes e a posição da Lua.

Na maioria dos casos o signo de nascimento do pai e/ou da mãe será o Ascendente do filho (a). Em outros casos, a Lua ou um aspecto (ângulo planetário) específico durante gerações. De uma forma ou de outra sempre encontramos posições astrológicas repetidas de nossos avôs ou bisavôs e essa tende a ser a marca, o enredo da família.

Toda essa informação tem o objetivo de entendermos melhor as nossas propostas. O que é somente meu e o que eu carrego deles? É importante descobrir o mito familiar. O que se repete em gerações? Quem na família oferece o apoio e o afeto? Como nossa família expressa raiva? No seu mito familiar, as mulheres sublimam a raiva ou são mulheres fortes e poderosas? Quais dos genitores têm o poder na família, o homem ou a mulher?

É descobrindo a predominância do ou dos signos, casas ou aspectos que se repetem que poderemos entender melhor as circunstâncias que nos rodeiam, nosso traço de caráter, nosso modelo de repetição.

Por exemplo, Sagitário é um signo em que a importância social se faz necessária, bem como estar em uma posição de destaque, ter um alto padrão de vida e o envolvimento com o conhecimento e a cultura. Já para Touro, prevalecem os assuntos alimentares, os de segurança materiais, propriedades e finanças.

O objetivo do estudo e da pesquisa astrológica, nesse exemplo familiar, não é só levantar dados para comprovação, mas tem o intuito de buscar uma melhoria através do entendimento. Não é fazer a viagem pessoal mítica junto com o consulente, mas iluminar o seu trajeto.

O profissional de Astrologia só pode lhe apresentar as armas necessárias para sua jornada, pois a história é de cada um e o importante é liberar o material reprimido inconsciente e colocar as coisas nos lugares.

Artigos Anteriores


As páginas da Magnífica® não enviam executáveis, anexos ou downloads.

E-MAIL - sbayub@gmail.com

Estilo Net - Direitos Reservados

eXTReMe Tracker