Mais uma vez: a aproximação de Marte

George F. Jorge e Márcia Bernardo
Estrelas & Moléculas

Todos os anos quando chegamos próximos ao mês de agosto recebemos diversos e-mails comunicando sobre a aproximação do planeta Marte e que poderá ser visto no céu do tamanho da Lua (aff!). E, quase sempre, temos que escrever ou mesmo dar entrevistas sobre o velho-novo assunto, pois não procede tal informação. Marte teve sua máxima aproximação com a Terra no ano de 2003.
Agradecemos a todos que nos enviam tais mensagens, mas tomem cuidado com o que repassam e não tornem verdade o que não é.

Segue abaixo o texto publicado em nossa coluna em 10/08/2003:

“Sabe aquelas coisas na vida que temos que fazer e não podemos deixar para depois? Pois é, esta é a hora de olhar para o alto e avistar um dos mais brilhantes acontecimentos astronômicos: a proximidade de Marte com a Terra.

Desde 57.617 antes de Cristo que não tínhamos esse planeta tão próximo à nós. Sua coloração é de um vermelho muito intenso e agora a sua luz e brilho estão intensificados. Para quem não tem o hábito de olhar para o céu e identificar planetas e estrelas, saiba que um planeta, diferentemente de uma estrela, não pisca. Se preferir, aguarde os dias 14 de agosto, 9 de setembro ou 6 de outubro que ele estará em conjunção/alinhamento com a Lua e será mais fácil admirá-lo.

Entre os dias 26 e 28 de agosto, mais precisamente no dia 27, Marte estará na constelação de Aquário, mas no signo de Peixes em sua máxima aproximação em 55.758 milhões de km, alcançando o seu maior brilho.

E a fatal pergunta: o que poderá ocorrer com nosso planeta? Em Astrologia, Marte é um planeta de natureza explosiva e dinâmica, é regente de Áries e de Escorpião, dois signos que possuem forte temperamento belicoso. Nesse momento Marte está alinhado com Urano também no signo de Peixes até meados de dezembro o que tende a aumentar a agitação e violência na Terra, além de rebeldias, conflitos e imprudências. Esse dois astros conjuntos provocam rompimentos, quebras e falta de limites. Considerando a colocação no signo de Peixes, poderemos também avaliar por um lado mais abrangente: apesar de Marte atuar de forma muito pessoal e buscando os seus próprios interesses e brigando para se impor, Peixes é um signo que possui uma natureza voltada para o todo, o universal, de ação filantrópica.

Portanto, poderemos ver nos próximos anos a repercussão de tal alinhamento na luta pela melhoria da humanidade, de conflitos e quebras sim, mas voltados também para conquistarmos um lugar melhor nesse mundo onde a sensatez, a coerência e a humanidade entre as pessoas prevaleçam. São em períodos de dificuldades que precisamos criar e nos ajudar. E são em períodos de sofrimento que as pessoas se tornam mais frágeis e conseguem olhar o outro com mais atenção.

Aproveite agora Marte, pois somente em agosto do ano de 2287 é que ele estará de novo nessa aproximação”.

Artigos Anteriores


As páginas da Magnífica® não enviam executáveis, anexos ou downloads.

E-MAIL - sbayub@gmail.com

Estilo Net - Direitos Reservados

eXTReMe Tracker