1- Medo

2 - Preocupação excessiva com o bem-estar dos outros
3 - Falta de interesse pelas circunstâncias
4 -Supersensibilidade a influência e Opiniões

5 - Solidão

FLORAIS DE MINAS

Reino vegetal e Antroposofia

Um tema muito atual dentro da Terapia Floral despertou meu lado investigativo , todos sabemos o que é uma ESSÊNCIA FLORAL, mas o questionamento é:

ELIXIRES DE GEMAS , ESSENCIAS VIBRACIONAIS ( com ou sem energia lunar, estrelar ou animal...) podem ser considerados ESSÊNCIAS FLORAIS?

Após muito questionamento e pesquisa encontrei na Antroposofia as respostas e os fundamentos que eliminaram qualquer duvida referente a dualidade deste assunto.

Basicamente antes de apresentar parte da pesquisa posso dizer que meu lado prático já me respondia que NÃO , somente pelo fato de não serem extraidos de flores, elixires de gemas e essências vibracionais não são essências florais.

A Essência Floral faz parte de uma modalidade terapêutica com um padrão energético muito distinto dos elixires de gemas e das essências vibracionais, cada qual interage SIM com nosso Ser MAS em diferentes níveis energéticos. São as essências florais extraídas do Reino Vegetal que ajudam o Reino Humano na evolução da consciência ...

Citando os ensinamentos do Dr. Bach, em uma de suas frases celebres, destaco: `...na escolha dos remédios precisamos considerar seu estado evolutivo... resta-nos o reino Vegetal...´

É fácil citar uma frase para o embasamento de um trabalho, mas meu questionamento levou-me a pesquisar a origem desta posição de Dr. Bach.

Baseada nos ensinamentos de Rudolf Steiner, na Antroposofia, encontrei uma explicação CIENTÍFICA da diferença evolutiva dos Reinos Mineral e Vegetal...

A priori citando a Bíblia podemos ressaltar que Deus criou o primeiro Homem do `pó da terra´ e quimicamente constatamos que somos constituídos por elementos encontrados na Natureza que nos circunda. O Reino vegetal, Animal e Humano contém as mesmas substancias chamadas ìnorganicas´ do Reino Mineral.

O que difere todos os Reinos do Reino Mineral é o fenômeno que chamamos de VIDA, uma pedra nunca cessa de ser uma pedra (a não ser que alguma força externa possa modificar seu estado), enquanto os seres orgânicos tem uma existência limitada pelo TEMPO, além de crescer, reproduzir, metabolizar,... Ou seja, a existência do Mineral NÃO sofre processos de desenvolvimento, existe somente no espaço, enquanto os seres dos outros reinos evoluem no tempo...

Em uma primeira análise cheguei a conclusão que os seres orgânicos possuem leis diferentes às leis físico-químicas do Mundo Mineral. Esta diferença primordial se dá pelo fato da presença , nos seres orgânicos, do `corpo etérico´.

Sinteticamente o `corpo etérico´ é quem dá vida a nosso corpo físico ( Rudolf Steiner chamava este corpo de `plasmador´), este corpo está em constante luta contra as forças mineralizantes, até atingirmos o estado que denominamos de MORTE e voltarmos ao nosso estado `pó da terra´. Biologicamente um bebê é muito mais fluido que um ancião, com o desgaste temporário nosso corpo começa a `solidificar´, surgem os cálculos, atrofias, disfunções....

Podemos nos utilizar das propriedades minerais para balancear nosso corpo físico, ou mesmo utilizar pedras , druzas para a limpeza de ambientes, porque esotericamente falando, o Reino Mineral trabalha o espaço, o físico, limpando energias, mas devido a seu estado evolutivo , este Reino não tem a propriedade para nos ajudar na evolução de nossa consciência.

Mudando o enfoque do paralelo , o Reino Animal e Humano são mais evoluídos que o Reino Vegetal, então porque é este o Reino que nos ajuda na nossa jornada cósmica da evolução da consciência?

Continuando com um enfoque na análise CIENTIFICA, o Reino Vegetal continua contrariando as leis físicas, as plantas em sua grande maioria crescem para cima e se desenvolvem diversificadamente, ou seja, duas plantas de café não possuem um modelo fixo , elas possuem características semelhantes, mas nunca os galhos e folhas nascem exatamente no mesmo local como nós seres humanos que possuímos duas pernas , dois braços, uma cabeça.... os seres humanos só crescem de tamanho enquanto as plantas estão entregues e se diversificam aleatoriamente...

O Reino Vegetal está constantemente sendo ungido pelas Energias Divinas, já possuem seu corpo etérico para recepção destas forças mas ainda não possuem os outros corpos que possuímos e que ainda estão evoluindo , o corpo emocional e mental... consciência, livre arbítrio....

Como Dr. Bach disse `A doença é apenas a desarmonia entre a mente e a alma´, e são as FLORES divinamente energizadas, como parte mais evoluída de uma planta onde a concentração de força vital é altíssima (só seu movimento em direção à Luz já nos indica sua vocação à evolução) que vem silenciosamente promovendo nossa evolução, nos transmutando , nos iluminando , nos direcionando ao futuro glorioso.

Talita Margonari Lazzuri

Bibliografia:

Bach, Edward “A Terapia Floral – escritos selecionados de Edward Bach” Ed. Ground

Lanz, Rudolf “Noções Básicas de Antroposofia” Ed. Antroposófica

Margonari, Neide “Os Doze Raios Divinos” Ed. Florais de Saint Germain

 



6 - Desalento, o Desconforto e o Desespero
7 - Incerteza ou Indecisão

Artigos

As páginas da Magnífica® não enviam executáveis, anexos ou downloads.

E-MAIL - sbayub@gmail.com

Estilo Net - Direitos Reservados