A Imperatriz (Mãe Terra, Ceres ou Deméter)


A imagem de Deméter, a Imperatriz, reflete a experiência da maternidade, que não está restrita apenas aos processos físicos de gestação, nascimento e aleitamento, mas também à experiência interior da Grande Mãe, ou seja: a descoberta do corpo como algo precioso e valioso e que requer muita atenção.
É a conscientização de sermos parte da natureza e de estarmos ligados à vida natural. E a apreciação em todos os sentidos dos prazeres simples da vida cotidiana.
Se não tivermos a Grande Mãe dentro de nós, não poderemos gerar nada e não seremos capazes de dar frutos, pois esse é o aspecto da natureza humana que sabe ter paciência e sabe esperar com tranqüilidade até o momento em que as coisas estejam maduras, quando então teremos condições de agir.
Sem ela, não poderemos gostar do nosso corpo e estaremos desligados do sentido natural, colocando-nos num plano puramente intelectual e fantasioso, não respeitando os limites da realidade.
A Imperatriz, quando surge num jogo, indica a chegada de uma fase da vida mais ligada às coisas terrenas. Um casamento, ou mesmo o nascimento de uma criança podem estar prestes a ocorrer.
Pode significar o nascimento de uma criança com pendores artísticos e criativos; contudo, também requer paciência e disposição por parte da Grande Mãe.
Por meio desta carta, poderemos estar no âmago do corpo e dos instintos, como um local de paz e estagnação, de criatividade e limitação.

Todas essas análises e figuras foram extraídas do livro "O Tarô Mitológico" Juliet Shaman- Burke e Liz Greene

As páginas da Magnífica® não enviam executáveis, anexos ou downloads.

E-MAIL - sbayub@gmail.com

Estilo Net - Direitos Reservados